Veröffentlicht: 11.04.2018

Mineração de Ethereum

Introdução

A mineração de moeda digital é divertida e pode ser bastante vantajosa. Todos os dias, são geradas criptomoedas Ethereum em todo o mundo. Essa comunidade tem como missão criar moedas Ether resolvendo problemas matemáticos complicados e seus membros se uniram para criar um meio de pagamento conhecido como Ethereum, um tipo de criptomoeda. Para quem ainda não sabe, bancos e governos não têm controle sobre o sistema descentralizado de dinheiro digital.

Mineração de Ethereum – Negócio do futuro?

Muitos membros da comunidade Ethereum criam dinheiro digital agrupando blocos e adicionando-os a um blockchain existente. No caso da Ether Coin, essas operações são realizadas e averiguadas utilizando um método de prova de trabalho (proof-of-work). Cada usuário se beneficia do blockchain investindo no trabalho dos cálculos de bloco. Isso ocorre quase que constantemente. Ou seja, um novo bloco surge no sistema a cada cinco segundos.

Os mineradores da Ethereum também precisam verificar os protocolos do computador, conhecidos como contratos inteligentes. Os contratos inteligentes oferecem maior segurança, além de reduzir os custos de uma transação. Normalmente, um minerador pode receber Ether Coins recém-geradas se seu bloco estiver selecionado para o blockchain, tendo que arcar com todas as taxas aplicáveis. Isso explica a motivação que se tem tido em relação à mineração de Ethereum.

Ethereum: A moeda de grande alcance

A criptomoeda Ethereum é bastante popular entre grandes empresas. Alguns dos usuários mais estabelecidos incluem Microsoft, Samsung e J.P. Morgan. Com seu alcance cada vez maior no mercado, essa criptomoeda promete desenvolver-se ainda mais no futuro.

Os cálculos de mineração da Ethereum precisam ser continuamente realizados, assim como acontece com as Bitcoins. Os mineradores fazem isso todos os dias e em todo o mundo. Quem pretende operar em escritórios residenciais deve calcular os retornos esperados em relação aos custos gastos com hardware e energia.

História das fazendas de mineração da Ethereum

Em 2013, Vitalik Buterin revelou as primeiras bases da Ether Coin. Dois anos depois, em 2015, houve o lançamento oficial da Ethereum e os primeiros blocos foram extraídos. Desde então, a Ethereum seguiu as tendências do mercado e está em desenvolvimento constante.

Inicialmente, era fácil minerar do trabalho. Porém, após a resolução de algumas tarefas matemáticas, o processo de mineração tende a aumentar progressivamente em seu nível de dificuldade. Hoje em dia, os mineradores individuais precisam adquirir hardware de processamento poderoso e com uma placa gráfica de alta capacidade e com pelo menos 2 GB de memória.

Minerando Ethereum de casa

Recomendamos que os mineradores que desejam trabalhar em escritórios residenciais verifiquem os requisitos de hardware, bem como os custos com manutenção e energia. Particularmente, é aconselhável atualizar a placa gráfica para que seja possível minerar. A versão atual das placas gráficas do tipo “X” deve funcionar adequadamente. No entanto, amanhã as placas gráficas do tipo “Y” podem ser a melhor opção para minerar e gerar novos blocos. Correspondentemente, a necessidade de novos equipamentos determina o preço da Ether Coin, assim como qualquer possível aumento. Além disso, a metodologia de prova de trabalho usada para mineração da Ethereum requer mais RAM do que o necessário para minerar Bitcoin, por exemplo.

Em resumo, se os usuários quiserem minerar com eficiência e lucratividade, utilizar um hardware de alta capacidade é o melhor a se fazer. Além disso, os retornos podem ser afetados pelos custos de energia.

Minerando Ethereum com especialistas

Grupos de especialistas uniram suas forças para oferecer a todos um acesso fácil à criptomoeda Ethereum. Esses especialistas, conhecidos como “mineradores de nuvem”, administram fazendas de mineração em todo o mundo e são antenados sobre os negócios.

Esse grupo de mineradores mundial compete entre si para resolver problemas matemáticos. Nos provedores de nuvem, milhares de mineradores trabalham para resolver tarefas. Os mineradores domésticos, porém, atuam por conta própria. Em geral, os novos mineradores que estão considerando minerar de um escritório residencial são aconselhados a fazer uma análise antecipada em termos de custo-benefício.

Vários fatores favorecem a mineração na nuvem. Os mineradores de nuvem, por exemplo, não precisam se preocupar com:

• Hardwares caros;
• Renovação de equipamentos, se necessário;
• Custos com energia;
• Volume de processamento;
• Calor gerado por hardware.

Configurando a mineração na nuvem de Ethereum com especialistas

Os mineradores de nuvem também têm a vantagem de não precisar se preocupar com a manutenção dos serviços, uma vez que recebem todo o equipamento necessário. Isso significa que o usuário só precisa pagar pelo poder de computação contratado, que é medido por:

• Hashes por segundo
• Kilo hashes por segundo
• Mega hashes por segundo
• Giga hashes por segundo
• Terra hashes por segundo

A mineração na nuvem é especialmente atraente se um usuário quiser apenas comprar pequenas quantidades de hashes. Como o sucesso resultante pode ser muito modesto, os mineradores mais ambiciosos e determinados geralmente optam por maiores quantidades de hash.

Após registrar-se com um fornecedor de mineração, comprar Ether, e adquirir poder de computação, o novo minerador já pode começar a atuar. Em segundo plano, o fornecedor cobre o hardware, o software e a manutenção.

Escolhendo um fornecedor de mineração na nuvem de Ethereum

Alguns fornecedores de mineração na nuvem confiáveis são:

• Genesis: Fundada em 2013, a empresa possui fazendas de mineração em todo o mundo, incluindo a Islândia, que tem um clima perfeito para mineração.
• Hashflare: Um fornecedor acessível para todos.
• Hashing24: Outra empresa que oferece uma mineração na nuvem rentável.

Conclusão

A mineração de Ethereum tem um bom prognóstico, visto que essa criptomoeda é tão valiosa quanto a Bitcoin, então a mineração ainda vale a pena. Com um fornecedor de mineração na nuvem o processo é direto. Assim como acontece com a Bitcoin, os usuários precisarão de uma carteira ou bolsa digital para poder armazenar suas criptomoedas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Weitere Artikel zum Thema

Como criar uma carteira de papel Ripple

Os Bitcoins podem se tornar inúteis?

O Bitcoin é um esquema de pirâmide?

Comprar poder de hash

Mineração de Dash

Mineração em nuvem de Dash