Veröffentlicht: 30.03.2018

Noblecoin

A Noblecoin é uma criptomoeda. Assim como a Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas, ela é baseada em uma blockchain criptografada. A abreviação para as unidades da Noblecoin é NOBL.

A formação da Noblecoin

A Bitcoin foi a primeira criptomoeda, criada em 2009. Logo depois, o seu preço foi aumentando rapidamente nos anos seguintes. O sucesso da Bitcoin encorajou outros desenvolvedores a criar novas criptomoedas. Uma delas é a Noblecoin, criada em 2014. A blockchain da NOBL é baseada em outras duas criptomoedas, a Florincoin e a Peercoin.

A Noblecoin foi originalmente criada para facilitar doações e servir a outros propósitos filantrópicos.

Vantagens e desvantagens

Criptomoedas como a Noblecoin não são reconhecidas como “”dinheiro real””. Assim sendo, qualquer um que tenha Noblecoins não pode trocá-la em um bando por euros ou dólares. Os estabelecimentos também não são obrigados a aceitar a NOBL ou qualquer outra criptomoeda como um método de pagamento.

O uso mais importante das criptomoedas é a internet. Em certas lojas online, o método de pagamento digital certamente tem um valor. Portanto, um comerciante pode escolher aceitar as criptomoedas como forma de pagamento.

As Noblecoins não estão amarradas a nenhum país em particular. Isso facilita a transferência quando dois parceiros de transação estão em países diferentes.

Os incentivadores das criptomoedas enxergam as moedas digitais como uma alternativa segura para os investimentos convencionais. Noblecoin, Bitcoin e as outras criptomoedas são todas seguras, contudo, isso ainda precisa ser comprovado na prática.

As criptomoedas são amplamente descentralizadas, e por essa razão, independente dos bancos. Entretanto, algumas plataformas online tornam possível converter a moeda digital em dinheiro real. A posse de criptomoedas pode indiretamente levar a um lucro real.

Quanto vale a NOBL?

O valor dessas moedas não é fixo e sim flutuante. O desenvolvimento é comparável ao preço de uma ação na bolsa de valores. Fundamentalmente, especulação, oferta e demanda determinam quanto a Noblecoin vale.

Portanto, o valor de troca não corresponde necessariamente ao valor equivalente real. Por um lado, o valor é determinado por todas as pessoas que usam a Noblecoin. A influência de uma única pessoa é pequena, algo que pode ser considerado uma das vantagens de uma criptomoeda descentralizada.

O valor da Noblecoin não apenas flutua com o tempo mas também depende das demandas e ofertas dos parceiros envolvidos nas transações. Frequentemente, as diferentes plataformas de troca não oferecem a mesma taxa de câmbio para a Noblecoin. Por essa razão, os proprietários da NOBL devem comparar as taxas dos diferentes provedores existentes.

Como eu posso conseguir Noblecoins (NOBL)?

Existem duas formas de conseguir NOBL, a compra e a mineração.

Comprar a NOBL

Se você quer comprar Noblecoins, entre em contato com uma plataforma de negociação, a qual, por exemplo, oferece a troca de euros e dólares por Noblecoins. Os interessados devem primeiramente fazer um investimento.

Muitos provedores também permitem a troca de outras criptomoedas por Noblecoins. A maioria das plataformas aceitam Bitcoin, assim como outros métodos de pagamento digitais para o preço da compra.

Minerar a NOBL

A segunda maneira de adquirir NOBL é pela mineração. Ao usar o CPU de um computador ou placas de vídeo, um garimpeiro pode ajudar a resolver tarefas computacionais complexas. Esse trabalho é feito de forma independente pelo computador se o garimpeiro instalar um programa adequado. Além disso, uma carteira digital é necessária. Essa carteira é similar a uma conta.

A mineração cria novas Noblecoins, aumentando globalmente a moeda virtual. Ao mesmo tempo, o dinheiro digital não é livremente acessível, os mineradores tem que desenvolvê-lo apenas com sua energia computacional. As tarefas do computador continuam a aumentar em complexidade para regular o crescimento da moeda digital. Para minerar criptomoedas populares, os mineradores precisam de computadores extremamente potentes. Contudo, mineradores menores com frequência se juntam para formar as conhecidas “”pools””. Todos contribuem com as suas energias computacionais e recebem uma parcela das moedas que foram geradas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *