Veröffentlicht: 29.03.2018

Explicação simples acerca da tecnologia Blockchain

Explicação simples acerca da tecnologia Blockchain

O blockchain é um banco de dados distribuído no qual os dispositivos de armazenamento não estão conectados a um servidor comum. Este banco de dados armazena uma lista de registros ordenados cada vez maior e chamados de blocos. Cada bloco apresenta uma marcação de horário e um link para o bloco anterior.

A utilização da criptografia garante que os usuários do blockchain possam mudar somente partes privadas dos blocos que “possuem”. A “propriedade” é entendida aqui no sentido de que os usuários têm as chaves privadas, sem as quais a escrita dos arquivos é impossível. Além disso, a criptografia ainda garante a sincronização de cópias da cadeia de blocos distribuída para todos os usuários. No sistema da tecnologia blockchain, a segurança é construída desde o início, isto é, desde o nível do banco de dados.

O conceito do blockchain foi proposto em 2008 por Satoshi Nakamoto. Foi implementado pela primeira vez no ano de 2009 como parte da criptomoeda Bitcoin, sendo o blockchain o principal registro para todas as operações da Bitcoin. Com o uso da tecnologia blockchain, a Bitcoin se tornou a primeira criptomoeda a solucionar o problema de duplicação (ao contrário das moedas físicas ou tokens, os arquivos eletrônicos podem ser duplicados), sem a necessidade de entidades autorizadas ou servidores centralizados.

Segurança do Blockchain explicado

A segurança da tecnologia blockchain é fornecida por servidores descentralizados que incluem marcação de horário e conexões de rede peer-to-peer. Como resultado, um banco de dados é formado e gerido de forma autonoma, sem um único centro. Isso faz com que o blockchain seja bastante útil no registro de eventos (por exemplo, ao criar registros médicos) e operações de dados, gerenciamento de identidade e autenticação de origem.

Como o Blockchain trabalha?

A tecnologia Blockchain é chamada por muitos de “”Internet de Valor”” e muitos acreditam que esta é uma boa metáfora. Qualquer um pode publicar informações na internet enquanto que outros podem acessá-las de qualquer lugar do mundo. Os blocos do Blockchain lhe permitem enviar valores arbitrários a qualquer lugar do mundo onde um arquivo de cadastro esteja disponível. No entanto, é preciso possuir uma chave privada, que é criada pelo algoritmo criptográfico para que somente você possa acessar os blocos que “possui”. Ao revelar sua chave privada a alguém, você estará transferindo o dinheiro que está armazenado naquela seção específica do blockciain para a pessoa.

Bitcoin

No caso da Bitcoin, tais chaves são usadas para acessar endereços onde a quantidade de moedas de valor financeiro direto são armazenados. Esta é uma função do registro de transferência de dinheiro e geralmente esse papel é desempenhado pelos bancos.

Além disso, é realizada outra função importante: o estabelecimento de relações de confiança e a autenticação de identidade, uma vez que ninguém pode mudar o bloco sem as chaves correspondentes. Alterações que não tenham sido confirmadas com essas chaves serão rejeitadas. Claro, as chaves (tais como moedas físicas) podem ser teoricamente roubadas, mas proteger múltiplas linhas de código de computador em geral não é caro nem difícil. Compare, por exemplo, o custo de armazenamento das reservas de ouro. Isso significa que as funções básicas dos bancos – verificação de identidade (para evitar fraudes) e registro de transações subsequentes (através do qual estas se tornam legais) – podem ser realizadas de forma mais rápida e precisa usando um blockchain.

O que é um banco de dados distribuído?

Imagine uma planilha que foi duplicada milhares de vezes em uma rede de computadores. Imagine também que esta rede foi projetada com o intuito de atualizar a planilha de forma regular. Com este exemplo, você já deve ter uma ideia do que é um blockchain, certo? As informações armazenadas no blockchain existem como uma espécie de banco de dados comum, o qual é constantemente verificado.

Esta maneira de usar a rede tem vantagens óbvias. O blockchain como banco de dados não é armazenado em um único local, o que significa que os registros são realmente armazenados publicamente e podem ser posteriormente verificados. Não há versão central destas informações que possa ser corrompida por algum hacker. As cópias são armazenadas em milhões de computadores simultaneamente e seus dados são disponibilizados para qualquer pessoa que tenha acesso à internet.

E sobre a confiabilidade e durabilidade do Blockchain?

A tecnologia blockchain, assim como a própria internet, apresenta uma estabilidade de erro incorporada. O bloqueio das informações é o mesmo para toda a rede. Nenhum bloco pode controlar o blockchain sozinho. Não há, portanto, um único ponto de falha.
A Bitcoin foi inventada em 2008, e desde então, o blockchain da Bitcoin funciona sem grandes interrupções. Até agora, os problemas da Bitcoin têm relação com hackers de serviços de terceiros criados no blockchain ou causados pela falta de controle. Em outras palavras, esses problemas são devido à má intenção ou erro humano, e não por erros na arquitetura do protocolo.

Por quase 30 anos, a internet provou sua confiabilidade. Essa performance é um ótimo presságio para a tecnologia blockchain que está cada vez mais evoluindo. Por mais revolucionário que possa parecer, o blockchain é, de fato, um mecanismo que garante níveis muito mais altos de confiabilidade e identificação. Não há mais transações perdidas, erros humanos ou de máquinas, ou mesmo alterações realizadas sem o consentimento das partes envolvidas e, mais importante, o blockchain ajuda ainda a garantir a legalidade das transações, registrando-as não apenas no registro principal, mas também em um sistema distribuído de registros conectados através de um mecanismo seguro de verificação.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Weitere Artikel zum Thema

Como criar uma carteira de papel Ripple

Os Bitcoins podem se tornar inúteis?

O Bitcoin é um esquema de pirâmide?

Comprar poder de hash

Mineração de Ethereum

Mineração de Dash